quinta-feira, 10 de março de 2011

Escrevendo na areia



Escrevendo na areia


Netas férias realizei uma experiência diferente: escrever na areia.

No princípio, era apenas um passatempo, no qual eu rabiscava nos infinitos grãos, logo ao nascer da manhã, o endereço deste blog.

Mas com o passar dos dias, notei que alguns dos caminheiros, aqueles que assim como eu gostavam de contemplar a Criação quando iluminada pelos primeiros raios solavres, notavam aquelas marcas por onde pisavam.

Passei então a escrever orações, acreditando que assim poderia cumprir dois objetivos: falar com Deus de uma forma diferente, através da areia de suas praias e também evangelizar.

Para minha surpresa, Deus sensibilizou o coração de algumas pessoas que, através de palavras como o Santo Anjo ou a Salve Rainha, entre outras, sentiram-se de uma forma ou de outra tocadas por Ele.

Algumas, vencendo a timidez, vieram conversar comigo. Outras, notava eu, seguiam meus passos, silenciosas, lendo o que escrevia em toda a extensão da areia.

Por fim, usei os últimos dias diante do Atlântico deixando na areia algumas palavras de minha autoria, que Deus inspirava-me no momento, a fim de também poder, para a Glória de Deus, mexer nos corações dos transeuntes.

Confesso que foi uma experiência sensacional, mais uma prova de coisas simples nossa vida é marcada. É a partir dos pequenos gestos que nascem grandes mudanças.

Além do mais, escrever na areia trouxe-me uma grande lição: a graça e a necessidade de sempre recomeçar. Todo dia, pela manhã, algo era escrito. Essa frase durava algumas horas até que o mar, em sua majestosa força, arrastasse para dentro de si todas as minhas impressões. No outro dia, a areia novamente estava lisa, sem resquícios da caligrafia do dia anterior, pronta para mais reflexões.

Outra graça foi poder conhecer várias pessoas que jamais tinha visto, conversado, cumprimentado. Elas incentivavam, opinavam, perguntavam... E eu percebia, pouco a pouco, que podemos construir uma humanidade fraterna. É muito difícil, de fato. Exige muitos recomeços, pois além das forças da natureza, pés humanos desmancharão aquilo que já foi iniciado. Mas sempre haverá um recomeçar, e o que é mais importante, dos pequenos gestos, dos singelos, mas verdadeiros, atos do coração.
Que este período quaresmal, tempo propício para as mudanças sobretudo internas nos conduzam às modificações externas.
. o O o .
"Alguns podem ainda dizer:
'quão tolo é aquele que tenta eternizar seus pensamentos na areia!'
Na verdade. queremos viver com a chance de recomeçar"
. o O o .
"O escritor macula o papel com suas impressões.
Com tinta abre veredas para conquistar os seus sonhos.
Medo, alegria, fé, simplicidades complexas da vida.
Eu escrevo na areia. Ainda que todo dia o mar apague, quero tocar o infinito.
E sei que meu esforço não é em vão."
Share this article :

1 comentários :

Daniel Mendes Alvim Lepesqueur disse...

" A criação Geme em Dores de Parto " Acesse e Leia, e não deixe de propagar essa mensagem !
http://minhavidaecristo.blogspot.com/2011/03/porque-nao-refletir-um-pouco-sobre.html
Deus abençoe!