Quem é Vicente Pallotti?



Você conhece São Vicente Pallotti?
A globalização cada vez mais acelerada do mundo de hoje nos concede uma avalanche de informações, de todas as importâncias e tamanhos, valores e tipos. São tantos dados e conhecimentos que temos de assimilar que muitas vezes corremos o risco que guardar aquilo que é menos importante e não conceder o devido valor àquilo que realmente vale a pena.
Assim como somos expostos a essas informações, também somos lançados em um mundo social, no qual conhecemos uma gama de pessoas: cada ser criado, diferente entre si, riquezas para o mundo. Contudo, algumas vezes podemos acabar colocando de lado personalidades que fizeram a diferença em seu tempo e no lugar onde viviam, deixando passar a oportunidade de neles nos inspirarmos a fim de também nós fazermos a diferença na realidade de hoje.
Uma dessas pessoas é Vicente Pallotti. Quantas vezes ouvimos alguém falar este nome e nem ao menos perguntamos “quem é ele?”. Não podemos deixar de conhecer este homem, de baixa estatura, mas de uma grandeza de alma raramente vista em nosso cotidiano.
Vicente Pallotti nasceu em Roma, no dia 21 de abril de 1795. Esse é o primeiro passo nesse itinerário para conhecer nosso querido santo, pois assim podemos compreender o contexto histórico e seus desdobramentos na vida de Pallotti. A Revolução Francesa (1789), que exaltava sobremaneira o homem deixando de lado todo tipo de fé e religiosidade, ainda fazia eco e influenciava todo o mundo.
Vicente encontrou em seu lar um ambiente favoravelmente religioso mesmo nas intempéries da Revolução, e isso foi decisivo. Seu pai, Pedro Paulo Pallotti, e sua mãe, Maria Madalena de Rossi, eram um exemplo de casal e pais cristãos. Pallotti mesmo, tempos mais tarde, afirmará: "Deu-me Deus pais santos. Que contas severas deverei prestar-Lhe se não aproveitar-me de seus ensinamentos!".
Santo algum nasce pronto. Os dons que Deus incute no coração de cada ser aflora em momentos diferentes e de forma também diferentes um dos outros. Desde pequeno, Vicente era muito sensível à necessidade dos irmãos. Várias vezes ele voltava para casa sem sapato ou blusa, ou então sua cama aparecia sem colchão. Com pouca idade seu passatempo preferido era repetir os sermões das missas dominicais e se saísse de casa, uma visita à igreja era obrigatória.
É possível já visualizar como foi a infância de nosso santo e assim dar alguns passos no conhecimento de Pallotti. Continuaremos a descobrir juntos este exemplo de ser humano no próximo artigo. Enquanto isso, conte aos seus amigos aquilo que você já sabe de Vicente Pallotti! Até lá!

Comentários

Anônimo disse…
Fico sempre muito emocionada quando leio,e releio sobre a Infância de Vicente Pallotti.Um menino,que vem de uma família religiosa,e assim ele vive esse exemplo e mais trás dentro dele uma Vocação,a Doação,o Amor,a Caridade.Desde pequeno sentia seu Chamado Iluminado,e ainda hoje sabemos de Crianças que fazem esse mesmo gesto de Pallotti,ao chegarem em casa a Imitação com fervor de "Brincar de Padres,Celebrar e até mesmo fazendo Homilias," E ainda quantos ainda hoje fazem esse mesmo gesto de doar seus pertences ao mais necessitados
conhecer e ter sempre mais dados de S.Vicente Pallotti só nos faz crescer.Vou aguardar a continuação sobre a vida de Vicente Pallotti.
Silvana disse…
Sempre é bom conhecermos ou relembrar-mos a vida deste santo que faz parte do dia a dia de minha comunidade, uma vez que é o nosso padroeiro. Acho que devemos aprender tudo o que pudermos sobre Pallotti para tentar entender o carisma Palotino e divulgar o grande santo que ele foi e continua sendo, pois os ensinamentos e exemplos de Vicente Pallotti foram atuais quando ele vivia, são atuais hoje e serão atuais prá sempre.
Abraço
Silvana

Postagens mais visitadas deste blog

Pia Luciani: “Será beato, mas para mim será sempre tio Albino”

Mãe de Deus, Mãe de nossa salvação

Epifania do Senhor