sexta-feira, 21 de dezembro de 2007


"Anuncio-vos uma grande alegria (...): hoje, na cidade de David, nasceu-vos um Salvador, que é o Messias Senhor"
(Lc 2, 10-11)

"No Natal, o nosso espírito abre-se à esperança, ao contemplar a glória divina escondida na pobreza de um Menino envolvido em panos e reclinado numa manjedoura: é o Criador do universo, reduzido à impotência de um recém-nascido! Aceitar este paradoxo, o paradoxo do Natal, é descobrir a Verdade que liberta, o Amor que transforma a existência. Na Noite de Belém, o Redentor faz-Se um de nós, para ser nosso companheiro nas estradas insidiosas da história. Acolhamos a mão que Ele nos estende: é uma mão que não nos quer tirar nada, mas apenas dar.

Com os pastores, entremos na cabana de Belém sob o olhar amoroso de Maria, silenciosa testemunha do prodigioso nascimento. Que Ela nos ajude a viver um bom Natal; nos ensine a guardar no coração o mistério de Deus, que por nós Se fez homem; nos guie ao testemunharmos no mundo a sua verdade, o seu amor, a sua paz. " (Bento XVI)

Assim como a estrela guiou os Magos, que o Salvador guie todos os dias nossos passos pelo caminho do bem rumo a Deus. E que possamos um dia comtemplar a face do Pai.

A TODOS, UM FELIZ E ABENÇOADO NATAL!

Que Jesus, o menino da gruta de Belém, renasça em nossos corações todos os dias, reavivando a fé, a esperança e o amor que existem dentro de nós.


Share this article :

0 comentários :